17 de nov de 2017

GEA - Palestra "A Energia Escura" - Florianópolis/SC


O Grupo de Estudos de Astronomia do Planetário da UFSC, tem o prazer de lhe convidar para a palestra intitulada: "A Energia Escura". No "esquenta palestra" com início as 20h:00, serão apresentadas as notícias de astronomia e ciências afins, que foram destaques durante a semana.

Palestrante(s): Antônio C de Lucena
Data: 17 de novembro de 2017 - Sexta feira
Local: Anfiteatro do Planetário
Endereço: Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Campus Universitário, Trindade, SC.
Horário: 20:00h
Entrada Franca

Mais informações (48) 3721.4133 ou geraldomattos@hotmail.com

Traga sua família, traga seus amigos!
http://www.gea.org.br/programacao.html

Mensageiro Sideral - Grupo descobre 'exo-Terra' a 11 anos-luz daqui na constelação de Virgem

14 de nov de 2017

Cinestelar - Rio de Janeiro/RJ


Mais informações AQUI (Facebook)

Videocast "Céu da Semana" - 13 a 19 de novembro de 2017

SEMAF - Edição 4: Exoplanetas: o que são e como encontrá-los - Itajubá/MG


Mais informações AQUI (Facebook)

Mensageiro Sideral - Conheça 1I/'Oumuamua, o primeiro vagabundo interestelar

13 de nov de 2017

Estudante da rede municipal é o 1º do país a nomear asteroide

Cristiam dos Santos, de 13 anos, aluno da E.M Dr. Getúlio Vargas, em Tócos, recebeu confirmação nesta sexta (10), ao participar de videoconferência com o diretor e fundador da Campanha Internacional de Busca de Asteroides



O primeiro estudante do Brasil e, possivelmente, a pessoa mais jovem do mundo, a virar nome de asteroide é da rede municipal de ensino Campos. Cristiam dos Santos, de 13 anos, aluno da E.M Dr. Getúlio Vargas, em Tócos, teve a confirmação de que entraria para a história na tarde desta sexta-feira (10), através de uma videoconferência com dr. Patrick Miller, diretor e fundador da Campanha Internacional de Busca de Asteroides.

O anúncio, que aconteceu com festa na própria escola onde Cristiam estuda, pegou o estudante de surpresa. “Eles falaram comigo da possibilidade, mas eu não estava acreditando muito. Hoje, quando ele anunciou eu fiquei muito emocionado. É uma responsabilidade grande ser o primeiro, mas eu quero fazer valer a confiança e continuar estudando. Quero ser físico teórico”, antecipa Cristiam.

Além da videoconferência, o estudante recebeu um documento da Nasa confirmando a honraria e uma carta do consulado americano, o parabenizando e dizendo esperar que o interesse de Cristiam pela ciência continue a crescer. “O Brasil precisa de estudantes dedicados como você”, dizia o documento.

A escolha de Cristiam para nomear o asteroide se deu devido ao seu sucesso na campanha de descoberta. O estudante foi selecionado dentro de um novo programa da “The International Astronomical Search Collaboration” (IASC), que busca motivar estudantes de áreas afastadas dos Centros urbanos a se tornarem cientistas. Diretores de escolas que atenderam tal critério geográfico selecionaram seus melhores alunos e Cristiam foi o escolhido, após entrevista feita pelo dr. Miller, durante o 10º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica, que aconteceu em Campos em abril.

Para a coordenadora de Ciências da secretaria municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece), Carla Salles, Cristiam é um exemplo para os demais alunos da rede e um orgulho para a cidade.

— O dia de hoje ficará para sempre marcado em nossos corações e no do nosso asteroide Cristian. Que nossos alunos enxerguem este momento como mais uma oportunidade de transformação. Um estudante novo, tão focado, interessado e determinado. Ele se destaca nas atividades científicas, tanto que o projeto do grupo dele sobre simulador de tornado foi um dos melhores na V Feira Municipal de Ciência e Tecnologia e participará da feira estadual, que acontece na cidade do Rio de Janeiro — lembra.

O presidente do Clube de Astronomia Louis Cruls, Marcelo Oliveira, falou do ineditismo da conquista. “Geralmente, somente grandes cientistas dão nomes aos asteroides. Quem imaginaria que o primeiro estudante do Brasil seria de Campos?”, indaga Oliveira, lembrando que participaram mais de 80 países e cerca de mil escolas. Marcelo Aproveitou para lembrar que a nova campanha de busca de asteroides começou nesta sexta-feira. Depois de tantas descobertas e tamanha honraria, as expectativas são as melhores.
----
Mais imagens AQUI
----